Relação das obras consultadas na construção desse site. Guia com algumas doenças e suas ervas respectivas para tratamento. Receitas de chás terapêuticos. Receitas de remédios naturais  produzidos com ervas. mande-nos um e-mail Compre o nosso e-book exclussivo

Abacaxi

Ananas Comosus e Ananas Sativus.

Arbusto da família das bromélias, originário da América Tropical, Caribe e Ásia, o abacaxi possui uma fruta muito nutritiva e saborosa com diversas propriedades medicinais.

Descrição : O Abacaxi é uma planta da família das bromeliaceas (Cavalcante), também conhecido como ananás, o ananás compreende várias espécies frutíferas, existindo também algumas espécies selvagens. (Bun)

Herbácea sem caule, com folhas intrincadas na base, dispostas na forma de roseta, aciculadas, com a margem serrilhada na variedade abacaxi e lisas na variedade ananás.

Emite um ramo e em suas extremidades, urgem as flores, nas cores lilás, arroxeada e vermelha que formam o fruto.

Os frutos se unem formando um fruto composto que não contém sementes.

A reprodução é feita pelo broto lateral que aparece na base do fruto, pelo rebento que nasce na base da planta, que é mais indicado pois tem raízes, o que faz com que produza no 2°. ano.

Parte utilizada : O fruto.

Habitat: Planta originária dos trópicos, é encontrada no Havaí, Japão, Índia e Américas. É comum no norte e nordeste do Brasil, há quem afirme que é originário do estado de Pernambuco. (Cavalcante) No município de Tacauacá, existe uma espécie de abacaxi gigante, que chega a pesar 18 kilos.

Prefere solos sílico-argilosos, leves, drenados e ricos em húmus. Após a florada, o fruto leva até 4 meses para amadurecer.

Modo de conservar : Os frutos maduros e com casca, devem ser guardados em local seco e fresco. Quando descartados, guardar em geladeira.

Componentes:

Cinarina, triterpenos, saponinas, flavonoides, glicosideos, sacarideos, taninos e mucilagens.

Enzimas: bromelina.

Sais minerais Ferro, cálcio, vitaminas, ácidos orgânicos como, ácido málico, cítrico e tartárico.

Propriedades: Antiespasmódica, antitússica, expectorante, adstringente, antiséptico, despigmentador, digestivo, diurético e expectorante, lipolitico, regenerador celular, rejuvenecedor, antiflogístico e proteolítico.

Indicações: Reduz a acidez estomacal, combate as afecções estomacais, combate a azia, bronquite, catarro, ativa a circulação e faz a drenagem linfática se usado como esfoliante, alisador de cabelos crespos se usado com máscaras de tratamento.

Obesidade, o uso do farelo pode ser usado em regimes de redução de peso.

Pancreatites, como enzima de substituição para os sintomas digestivos.

Afecções da pele, como acne, espinhas, cravos e comedões, também reduz a oleosidade da pele, elimina manchas e sardas e reduz a celulite.

As suas enzimas funcionam como proteolítico e renovador celular promovendo a cura de feridas.

Apresenta também efeito inibidor da agregação trombocítica e feito anti-neoplásico.

Eleva o nível sérico dos antibióticos quando usado constantemente.

Edema pós-operatório ou pós-traumáíico, como antiflogístico.

abacaxi

Modo de usar:

Purê ou suco: peles oleosas e acnéicas;

Loções e compressas : auxiliar no tratamento de inflamações do rosto;

Máscara facial: ajudar na regeneração dos tecidos, eliminação de manchas e sardas;

Ingerido: afecções das vias respiratórias e da pele, bronquite e acidez estomacal, diurético brando, vermífugo, calmante da tosse e expectorante;

Cremes, gel e óleos de massagem para combater a celulite e gordura localizada;

Esfoliante enzimático para ativar a circulação do corpo e promover a drenagem linfática;

Máscaras de tratamento para alisar cabelos crespos;

As bromelinas, enzimas contidas nos frutos, na fabricação de pílulas para inflamação de tecidos;

Sucos da casca: doenças respiratórias.

Extrato: quantidade que contenha 80 mgl de bromelina , tres vezes ao dia.

Dica de Beleza : Máscara rejuvenescedora

Toxicologia : Evitar o contato com os olhos pois pode causar irritação. Não usar em mulheres grávidas e em pessoas com úlcera.

Efeitos Colaterais : Aumento do número de evacuações, ou, diarreia pastosa em intestinos com tendência à diarreia. Queixas gástricas e reações alérgicas podem aparecer após uso continuado.

Interação medicamentosa: Pode haver aumento de sangramento quando administrado simultaneamente a anticoagulantes ou inibidores da agregação trombocítica. A bromelina , associada a tetraciclinas, aumenta sua concentração no plasma e na urina.

Farmacologia: As proteinases mistura de pelo menos 5 ciste ína proteinases muito semelhantes, incluindo EC 3.4.22.4 e EC 3.4.22.5. podem ser desativadas pela presença de agentes oxidantes e ativadas com tióis como a cisteína e também, pequenas quantidades de uma fosíatase - a peroxidase, e inibidores da protease. Muito utilizado na indústria cosmética.

Referências:

BUNN, Karl., Glossário da Medicina Oculta de Samael Aun Weor., Editora Samael Aun Weor, 2012. Página 50

CAVALCANTE, Rogério., Manoel Urbano, Ontem e Hoje - 2. Edição, Ro Branco, Clube de Autores, 2014.Página 71

FELIPE, Gil. No Rastro de Afrodite – Plantas Afrodisíacas e Culinária. Atelie Editorial, 2005.

GONSALVES, Paulo Eiró., Livro Dos Alimentos - Nova Edição, Revista e Ampliada, MG Editores, 1992.

GOMES, Pimentel, Fruticultura brasileira - NBL Editora, 13 Edição, 1972

LORENZI, Harri, Francisco José de Abreu Matos., Plantas medicinais no Brasil: nativas e exóticas - Instituto Plantarum de Estudos da Flora, 2002. ISBN 85-867414-18-6 - Página 527


Dieta  de 21 dias