Relação das obras consultadas na construção desse site. Guia com algumas doenças e suas ervas respectivas para tratamento. Receitas de chás terapêuticos. Receitas de remédios naturais  produzidos com ervas. mande-nos um e-mail Compre o nosso e-book exclussivo

ABETO BRANCO

Abies Alba miller

Abeto é o nome popular das diversas espécies do gênero Abies. São árvores coníferas da família Pinaceae, nativas de florestas temperadas da Europa, Ásia e América do Norte

Descrição :

Planta da família das Pinaceae, também conhecido como pinheiro do Canadá e abeto alemão.

Árvore que atinge de 20 à 60 metros de altura de porte piramidal, tem a casca lisa, acinzentada e curiosamente produz flores "masculinas" e "femininas". também produz pinhas que ao amadurecer liberam pinhões e escamas.

Parte usada : Agulhas, resina fresca (terebintina) e gomos.

Origem : Montanhas Europeias, Europa Central, Meridional e nos Pirinéus, na região do Canadá (América do Norte) existem algumas espécies similares e com as mesmas propriedades.

Indicações : Revulsiva, balsâmicas, expectorantes, analgésica e antissépticas, especialmente das vias respiratórias.

Dosagem : Inalação ou ingestão de doses excessivas de terebintina produzida pelo abeto pode produzir irritação do sistema nervoso, sobretudo em crianças.

Propriedades : antisséptico, expectorante, diurético, balsâmico

Princípios Ativos : Óleo essencial (linoneno, alfa-pineno), glicosídeos, essência de terebintina, pró-vitamina A e tanino.

Modo de Usar :

Uso Interno:

3 colheres de gomos para um litro de água à ferver, deixe repousar por 10 min. e tome 1 chávena 3 vezes ao dia.

Essência de terebentina, tomam-se entre 3 a 5 gotas também 3 vezes ao dia, não exceder esta dosagem.

Uso externo:

Juntam-se algumas gotas na água do banho de imersão e isso alivia dores reumáticas.

Os banhos de vapor através de inalações são indicados para asma.

Abeto

Toxicologia : Não indicado para quem faz regime de emagrecimento ou manutenção de peso, por ser muito calórico e gorduroso.

Efeitos secundários : Não se deve utilizar doses excessivas de essência de terebintina em uso interno nem em uso externo, porque pode produzir irritação do sistema nervoso central

Bibliografia:

Chaves, Antônio J. Leal - “Viva Melhor com as Plantas Medicinais” – Edições Une - 2008

Samael Aun Weor, Karl Bunn, Medicina Oculta - EDISAW

Plantas medicinais de uso popular: atlas farmacognóstico - Cecilia Ballvé Alice e outros - Editora da Ulbra.



Dieta  de 21 dias