Relação das obras consultadas na construção desse site. Guia com algumas doenças e suas ervas respectivas para tratamento. Receitas de chás terapêuticos. Receitas de remédios naturais  produzidos com ervas. mande-nos um e-mail Compre o nosso e-book exclussivo

Abóbora do Mato

Melothria pendula

Tem esse nome porque seu fruto se parece com uma pequena melancia, é usada como laxante para o tratamento de pessoas com prisão de ventre.

Descrição : Planta da Família das Cucurbitaceae, também conhecida como aboboreira do mato, abobrinha do mato, cereja de purga, cerejeira de purga, melão de morcego e pepino do mato.

Trata-se de uma trepadeira perene, de caule fino e liso, com folhas alternadas, podendo chegar a 7 centímetros de cumprimento, possui flores amarelas de 5 pétalas.

Seu fruto é pequeno, possui 1 centímetro de diâmetro de coloração verde escuro e pontuações disformes mais claras. Quando amadurecem, ficam escuros, quase pretos, e se desmancham facilmente

Os frutos são comestíveis tanto in natura quando em saladas ou conservas, utilizando-se do mesmo preparo para o pepino cultivado.

Floração : De julho à setembro.

Origem : América tropical, se propaga por toda a Amazônia, Cerrado e Mata Atlântica

Propriedades medicinais: É um laxante muito forte.

Princípios Ativos : Fruto, manganês, fósforo e zinco.

Abóbora do Mato - fruto

Indicações:

Afecção uterina, dismenorreia, epilepsia, hidropsia, leucorreia, morfeia (esclerodermia), obstrução das vísceras abdominais, opilação, úlcera.

É usada há séculos como laxante em pessoas com prisão de ventre, ainda uma ajuda para controlar estados febris e a sua raiz ajuda a estimular o apetite.

No trabalho do pesquisador Valdely Ferreira Kinupp (Plantas alimentícias não convencionais da região metropolitana de Porto Alegre, RS), a abóbora do mato aparece classificado como Melothria fluminensis.

Abóbora do Mato - Fruto

Taxonomia

M. pendula. Ou Melothria guadalupensis (Spreng.) Cogn.;

Melothria scabra Naudin;

Bryonia guadalupensis Spreng.;

Melothria quadalupensis (Spreng.) Cogn.;

Bryonia convolvulifolia Schltdl.;

Melothria fluminensis Gardner;

Melothria donnell-smithii Cogn.;

Melothria donnell-smithii var. hirtella Cogn.;

Melothria donnell-smithii var. rotundifolia Cogn.;

Melothria fluminensis var. microphylla Cogn.

Bibliografia

Catálogo de Plantas e Fungos do Brasil, volume 2 / [organização Rafaela Campostrini Forzza... et al.]. - Rio de Janeiro: Andrea Jakobsson Estúdio: Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro, 2010. 2.v. 830 p. il.

KINUPP, V. F. Plantas Alimentícias Não-Convencionais da Região Metropolitana de Porto Alegre. Tese de Mestrado, Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 2007. 590p. il.

KLEIN, V.L.G., Lima, L.F.P. 2010. Cucurbitaceae in Lista de Espécies da Flora do Brasil. Jardim Botânico do Rio de Janeiro.


Dieta  de 21 dias