Relação das obras consultadas na construção desse site. Guia com algumas doenças e suas ervas respectivas para tratamento. Receitas de chás terapêuticos. Receitas de remédios naturais  produzidos com ervas. mande-nos um e-mail Compre o nosso e-book exclussivo

Abrótano

Artemisia Abrotanum

O nome artemísia é uma homenagem a deusa grega Artemis, pouco utilizada na medicina fitotérápica, dizem que pode combater a insônia.

Descrição : Planta da família das Asteraceae, também conhecida como aurônia, abrótega, abrótica, abrótono, alfacinha-do-rio, artemísia, erva-lombrigueira e juntamente com a artemísia e o absinto forma a gênero artemísia.

É uma planta aromática que possui flores amarelas com folhas verde-cinza, pequenas e estreitas.

Forma uma espessa vegetação arbustiva, é amplamente cultivado por jardineiros, muito atrativa pelo seu forte odor de cânfora.

As folhas são pequenas, estreitas e de penas e as pequenas flores são amarelas.

Indicações : Ascite, asma, dispneia, enfermidades nervosas, estomatite, frieira, processos exsudativos, tuberculose do peritônio e do mesentério.

Atualmente o abrotano é pouco utilizado na medicina fitoterápica, exceto na Alemanha, onde cataplasmas são colocadas as feridas, lascas e as condições da pele e é utilizado ocasionalmente para tratar queimaduras. Na Alemanha ela é conhecida como Stabwurz, ou literalmente vara seca.

As folhas são misturadas com outras ervas em banhos aromáticos e é dito para combater a insônia.

É antisséptico e mata vermes intestinais e uma infusão das folhas é dito para funcionar como um repelente natural de insetos quando aplicadas na pele

História : O nomes Artemísia é uma homenagem para à deusa Ártemis. As plantas do gênero, juntamente com artemísia e absinto possuem uma cânfora com forte odor e foi usada por muito tempo como um aromatizador.

Na antiguidade os cidadãos romanos acreditavam que o abrotano protegia os homens da impotência. Diz-se também que os jovens na Espanha e a Itália medieval, esfregavam as folhas frescas de abrótano em seus rostos para promover o crescimento da barba, claro que tudo isso hoje é considerado tolice.

Nas áreas rurais do mundo medieval, o abrótano era conhecido como "amor de jovem" e "seduzindo a moça", a erva adquiriu uma reputação de aumentar a virilidade dos jovens. Por isso foi empregada em poções de amor.

O abrótano também foi colocado debaixo do colchão na Grécia Antiga e Roma Antiga para despertar a luxúria em seus ocupantes.

Plantio : Ele pode ser facilmente propagada por estacas ou por divisão de raízes.

Origem : Europa meridional e da Ásia maior.

Propriedades : anti-helmíntica, carminativa, diurética, estimulante, tônica.

abrotano

Modo de Usar :

- Infusão de uma pitada de folhas secas de abrótano em uma xícara de água fervente, sem açúcar. Deixar amornar e fazer vários bochechos durante o dia para estomatite;

- Infusão de três colheres de folhas secas em 150 ml de água fervente, deixar repousar e coar. Fazer massagens no couro cabeludo, com as pontas dos dedos, três ou quatros vezes por semana como loção capilar;

- Infusão de doze colheres de folhas secas em 300 ml de água fervente, adicionar à água do banho;

- Infusão de 1g de folhas secas em uma xícara de água fervente e adoçada, tomar duas ou três xícaras ao dia para menstruação difícil e dolorosa;

- Infusão de duas colheres das de café de folhas secas em 57ml de água fervente, deixar amornar e coar. Beber morno no uso geral.

Bibliografia :

EGISTO, Eduardo - Homeopatia Natural Energética: Uma Visão de Cura - Edição do Autor, 1. Edição, São Paulo, 2015

FELIPE, Gil. No Rastro de Afrodite – Plantas Afrodisíacas e Culinária. Atelie Editorial, 2005.

Kingsley, Rebeca - Ervas, Guia Prático, Nobel, 1998.

JUNG, Carl Gustav - Símbolos da transformação, Obras Completas 5 - Editora Vozes - Petrópolis - 2011


Dieta  de 21 dias