Relação das obras consultadas na construção desse site. Guia com algumas doenças e suas ervas respectivas para tratamento. Receitas de chás terapêuticos. Receitas de remédios naturais  produzidos com ervas. mande-nos um e-mail Compre o nosso e-book exclussivo

Adonis vernalis

Planta tóxica e ornamental, usada medicinalmente como cardiotônico,porém somente sobre prescrição médica.

Descrição : Planta da família das Ranunculaceae, também conhecida como adonis-da-primavera, adonis amarelo e olho de faisão.

É uma angiosperma perene, seu caule é ereto, mais ou menos cilíndrico, com estrias de saliência variável e glabro, medindo de 15 a 50 cm de altura.

Suas flores aparecem na primavera, com 80 mm de diâmetro e com até 20 pétalas amarelas.

As folhas são muito numerosas, de 2 a 4 cm de comprimento, pecioladas, tri ou pinatipartidas, de segmentos lineares, inteiros, agudos, glabros ou levemente veludoso

Parte utilizada: Parte aérea de planta com 3 anos (em maio).

Origem e ocorrência : Encontrado nos prados secos e estepes de Eurásia.

Populações isoladas também são encontradas na Espanha, a oeste, através de Europa central e sul, chegando ao sul da Suécia, com a sua principal área de distribuição na Bacia Panónia e no Planalto Siberiano.

Princípios Ativos: flavonoides (adonivernitina), ácidos orgânicos, cimarósido, adonitoxósido, sais minerais, glucosídeos, cardenólides.

Propriedades medicinais: Cardiotônica, sedativa, vermífuga, emenagoga.

Indicações: Insuficiência cardíaca congestiva, contração prematuras do músculo cardíaco, miocardite, taquicardia, arritmia, tosse, asma, epilepsia, cãibras, dor reumática.

Contraindicações/cuidados:

Só se deve fazer o uso de drogas a base de Adônis sob prescrição médica porque a planta é inteiramente tóxica , sendo este fato devido à presença dos glicosídeos cardiotônicos.

Um dos entraves principais ao uso clínico dos glicosídeos cardiotônicos é a estreita margem entre a eficácia e a toxicidade.

Gestantes, lactantes e crianças.

Ter cuidado especial no caso de portadores de gastrite e úlcera gastroduenal.

Contra indicado para pessoas em tratamento com heterosídeos cardiotônicos, quinidina, laxantes antraquinónicos ou diuréticos tiazídicos (pode produzir potencialização de sua ação e em casos de sobredose, uma inversão do efeito cardiotônico).

Pode causar hipertonia gastrintestinal, perda de apetite, vômitos, diarreia, dor de cabeça.

Modo de usar: Infusão ou decocção a 1%, dose máxima diária: 100 ml; extrato fluido, dose máxima diária: 60 gotas.

Adonis - Planta

Taxinomia do Gênero Adonis :

Adonis aestivalis
Adonis aleppica
Adonis amurensis
Adonis annua (Adonis autumnalis)
Adonis bobroviana
Adonis chrysocyathus
Adonis coerulea
Adonis cyllenea
Adonis davidii
Adonis distorta
Adonis flammea
Adonis microcarpa
Adonis nepalensis
Adonis pyrenaica
Adonis ramosa
Adonis sibirica
Adonis sutchuenensis
Adonis tianschanica
Adonis vernalis
Adonis volgensis


Dieta  de 21 dias