Relação das obras consultadas na construção desse site. Guia com algumas doenças e suas ervas respectivas para tratamento.Receitas de chás terapêuticos. Receitas de remédios naturais  produzidos com ervas. mande-nos um e-mail Compre o nosso e-book exclussivo

AGRIÃO BRAVO

Acmella uliginosa

Essa erva possui propriedades analgésicas, sendo inclusive usada por alguns dentistas antes de aplicar a anestesia nas gengivas.

Descrição : Planta da família das Asteraceae, composto por 62 espécies do qual pertence o agrião bravo, também conhecido como agrião-da-ilha-de-frança, jambú, jambu-açú, acmela, agrião-do-brasil, agrião-bravo-do-pará, agriao-do-pará, agrião-do-mato.

Erva anual, quase rasteira, atingindo até 30 centímetros de altura.

Suas flores possuem sabor levemente picante, que deixam na boca uma sensação de formigamento.

Habitat : É mais frequente na região nordeste, onde cresce especialmente nas serras frescas.

Parte usada: Toda a planta.

Plantio : Pode ser cultivado a partir das sementes sob condições semelhantes às encontradas no seu ambiente natural.

Agrião Bravo

Propriedades medicinais: Anestésico local, aromática, descongestionante do baço, digestivo, estomáquica, excitante, hepático, nevrálgica, tônico, sialagoga, vesicante.

Indicações: Como remédio popular, tradicional, é usada contra dor de dentes ou de formigamentos na boca, para isto mastiga-se um pequeno pedaço da “flor”. Toda a planta, mas principalmente os capítulos contem um principio ativo de ação anestésica local

Pode ser usada também como anestésico local em ferimentos da boca, colocando-se em contato com a lesão (aftas, cáries doloridas, etc.), durante 1 ou 2 minutos, um pouco de algodão embebido na sua tintura à 10 ou 20%, preparada por maceração num pequeno frasco contendo as flores até a metade e completado com a mistura de 1 parte de álcool para 3 de água.

Agrião Bravo

Farmacologia : Toda a planta, mas principalmente suas flores, contêm uma substância de ação analgésica local, o espilantol e até 0,7% de óleo essencial, que é responsável pelo cheiro característico da planta.

Alguns dentistas usam o mesmo tipo de preparação para aplicar previamente na gengiva, a fim de minimizar a dor da picada da agulha, na anestesia local dental. Este tipo de uso está tão difundido que alguns herboristas norte-americanos a denominam de tooth-ache herb ou erva-para-dor-de-dente.

Contraindicações : Seu contato com a garganta deve ser evitado devido ao risco de provocar paralisia da glote, que embora transitória, pode ser perigosa.

Acmella Uliginosa

Veja também :

DIVULGAÇÃO TÉCNICA - Puccinia cnici-oleracei em Acmella uliginosa na região Sul da Bahia. PUCCINIA CNICI-OLERACEI EM ACMELLA ULIGINOSA NA REGIÃO SUL DA BAHIA C.C. Aparecido1, T.R. Santos, J.L. Bezerra.

ANÁLISE DE QUATRO PROTOCOLOS DE EXTRAÇÃO DE DNA EM - Acmella uliginosa.

Taxinomia do gênero acmella :

Acmella alba (L'Hér.) R.K.Jansen
Acmella alpestris (Griseb.) R.K.Jansen
Acmella bellidioides (Sm.) R.K.Jansen
Acmella brachyglossa Cass.
Acmella calva (DC.) R.K.Jansen
Acmella caulirhiza Delile
Acmella ciliata (Kunth) Cass.
Acmella darwinii (D.M.Porter) R.K.Jansen
Acmella decumbens (Sm.) R.K.Jansen
Acmella filipes (Greenm.) R.K.Jansen
Acmella glaberrima (Hassl.) R.K.Jansen
Acmella grandiflora (Turcz.) R.K.Jansen
Acmella grisea (Chodat) R.K.Jansen
Acmella iodiscaea (A.H.Moore) R.K.Jansen
Acmella leptophylla (DC.) R.K.Jansen
Acmella leucantha (Kunth) R.K.Jansen
Acmella lundellii R.K.Jansen
Acmella oleracea (L.) R.K.Jansen
Acmella oppositifolia (Lam.) R.K.Jansen
Acmella paniculata (Wall. ex DC.) R.K.Jansen
Acmella papposa (Hemsl.) R.K.Jansen
Acmella pilosa R.K.Jansen
Acmella poliolepidica (A.H.Moore) R.K.Jansen
Acmella psilocarpa R.K.Jansen
Acmella pusilla (Hook. & Arn.) R.K.Jansen
Acmella radicans (Jacq.) R.K.Jansen
Acmella ramosa (Hemsl.) R.K.Jansen
Acmella repens (Walter) Rich. ex Pers.
Acmella serratifolia R.K.Jansen
Acmella sodiroi (Hieron.) R.K.Jansen
Acmella uliginosa (Sw.) Cass.


Dieta  de 21 dias