Relação das obras consultadas na construção desse site. Guia com algumas doenças e suas ervas respectivas para tratamento.Receitas de chás terapêuticos. Receitas de remédios naturais  produzidos com ervas. mande-nos um e-mail Compre o nosso e-book exclussivo

AGUAPÉ DE BARAÇO

Eichhornia azurea

Essa planta aguática pode ser usado ecologicamente na purificação de água poluídas, principalmente com bases nas pesquisas de José Lutzenberger.

Descrição : Planta da família das Pontederiaceae, também conhecida como aguapé de canudo, aguapé de cordão, baroneza, camalote, colhereira, dama do lago, jacinto d'água, lírio d’água, murere, mureré de flor roxa, mureré orelha de veado, mureru, mureru orelha de veado, mureru de flor roxa, muriru, murure, murumuru, orelha de veado, rainha dos lagos, pareci.

É uma planta perene e aquática, muito usada em aquários, trata-se de uma planta grande, com 60 à 70 cm de altura e folhas de até 20 centímetros de comprimento (quase 40 cm de diâmetro).

Parte utilizada: Toda a planta.

Plantio : Necessita de substrato enriquecido e iluminação intensa, não suportando sombreamento por outras plantas.

A propagação é fácil, após a poda basta replantar a estaca superior, o caule riziforme inferior restante logo se encherá de novos brotos. Precisa de solo rico e muita luz.

Não suporta sombreamento por outras plantas.

Origem : América do Sul.

Propriedades medicinais: adstringente, vesicatória.

Outros usos:

Purificação de águas poluídas. Segundo o Ecologista José Lutzsenberg, ver o texto em "Defesa do aguapé".

Também é uma boa forrageira.

Aguapé de Baraço

Referências:

Amaral, M.C.E. 2011. Pontederiaceae in Lista de Espécies da Flora do Brasil. Jardim Botânico do Rio de Janeiro.


Dieta  de 21 dias