Relação das obras consultadas na construção desse site. Guia com algumas doenças e suas ervas respectivas para tratamento.Receitas de chás terapêuticos. Receitas de remédios naturais  produzidos com ervas. mande-nos um e-mail Compre o nosso e-book exclussivo

AJUGA, A PLANTA.

Ajuga reptans

Ajuga denomina várias espécies de plantas da família das laminadas,porém a mais conhecida é a ajuga reptans, que medicinalmente pode ser usada em casos de amigdalite.

Descrição : Planta da família das Lamiaceae, também conhecida como ajugaíba, búgula, consolda média, erva de São Léo, erva de São Lourenço, erva férrea, jujuba, língua de boi.

É uma planta perene, de crescimento lento, as folhas inferiores, roxas, são oblongas, obtusas, com bordas suavemente dentadas, e dessa massa colorida e rasteira, caules de até 20 centímetros que florescem no início do verão.

Flores roxo azuladas crescem em espiral ao redor de uma espiga, e entre elas nascem folhas pequenas da mesma cor, o que dá à planta inteira um tom azulado.

No fim do verão, as folhas mudam de cor, ficando verde escuras manchadas de violeta.

Certa variedades tem folhas verdes e flores cor-de-rosa.

As raízes formam novas plantas toda primavera, de modo que é muito fácil criar um canteiro de ajuga.

Ela é muito usada em forração substituindo o gramado.

Parte utilizada: Planta toda.

Origem: Ásia e Europa.

Princípios Ativos: antocianinas, saponina, sais orgânicos, taninos.

Propriedades medicinais: adstringente, amarga, anti-hemorroidal, anti-inflamatória, aromática, carminativa, cicatrizante, colagoga, diurética, estomacal, febrífuga, hemostática, laxativa, narcótico (de efeito moderado), sedativa, tônica, vulnerária.

Indicações: Amigdalite, articulações inflamadas, constipação intestinal, disfunções biliares, disfunções da circulação sanguínea, efeitos do excesso de bebidas alcoólicas, feridas, fístulas, gangrenas, hemorragias, úlceras.

Contraindicações/cuidados: preferencialmente fazer uso externo, devido efeito narcótico moderado.

Em doses elevadas detecta-se efeito narcótico e tônico do coração.

Modo de usar:

- infusão da planta: hemorragias, disfunções da circulação sanguínea, disfunções biliares, constipação, efeitos do excesso de bebidas alcoólicas;

- decocção da planta: amigdalite.

- compressas: curar feridas, úlceras, gangrenas, fístulas e articulações inflamadas.

- raiz: maior poder adstringente.

Ajuga

TAXINOMIA DA AJUGA

Ajuga australis - Austral Bugle
Ajuga decumbens - Kiransou
Ajuga bombycina
Ajuga bracteosa
Ajuga campylantha
Ajuga campylanthoides
Ajuga chamaepitys - Yellow Bugle
Ajuga chasmophila
Ajuga chia
Ajuga ciliata
Ajuga decaryana
Ajuga decumbens
Ajuga dictyocarpa
Ajuga flaccida
Ajuga forrestii
Ajuga genevensis - Blue Bugle, Geneva Bugleweed
Ajuga grandiflora
Ajuga glabra
Ajuga iva
Ajuga japonica
Ajuga laxmannii
Ajuga linearifolia
Ajuga lobata
Ajuga lupulina
Ajuga macrosperma
Ajuga makinoi
Ajuga mollis
Ajuga multiflora
Ajuga nipponensis
Ajuga nubigena
Ajuga novoguineensis
Ajuga oblongata
Ajuga oocephala
Ajuga ophrydris
Ajuga orientalis
Ajuga ovalifolia
Ajuga pantantha
Ajuga piskoi
Ajuga postii
Ajuga pygmaea
Ajuga pyramidalis - Pyramidal Bugle
Ajuga relicta
Ajuga remota
Ajuga reptans - Common Bugle
Ajuga robusta
Ajuga salicifolia
Ajuga sciaphila
Ajuga shikotanensis
Ajuga sinuata
Ajuga taiwanensis
Ajuga tenorii - Bugleweed
Ajuga turkestanica
Ajuga vestita
Ajuga xylorrhiza
Ajuga yesoensis


Dieta  de 21 dias