Relação das obras consultadas na construção desse site. Guia com algumas doenças e suas ervas respectivas para tratamento.Receitas de chás terapêuticos. Receitas de remédios naturais  produzidos com ervas. mande-nos um e-mail Compre o nosso e-book exclussivo

Alquequenje

Physalis alkekengi

Essa planta da família dos phytsilios é comum em jardins, os envoltórios de suas sementes são semelhantes as lanternas chinesas.

Descrição : Planta da família das Solanaceae, também conhecida como erva-noiva, cereja-de-judeu, cereja-de-inverno, groselheira-do-cabo, erva-pedra, erva-das-serpentes, maçã-do-amor e principalmente, lanterna chinesa.

Herbácea perene que alcança de 40 a 60 cm de altura, seu cálice de cinco lóbulos é dilatado no tempo da maturação e formando uma espécie de bexiga de cor vermelha viva ou alaranjada.

Esta planta se caracteriza principalmente pelo seu fruto vermelho como uma cereja e que nasce no meio do cálice de sua flor, sendo esta também de cor avermelhada; além das flores, que vêm em segundo lugar, é sobretudo o fruto que se utiliza como medicamento, seu sabor é agridoce.

Propriedades medicinais: Depurativo, diurético, antisséptico, sedativo, laxante, refrescante.

Alquemquenje

Indicações:

Atonia intestinal, bexiga, febre, fígado, gota, intestinos.

Quase todos os autores que tratam de plantas medicinais assinalam o alquequenje como diurético.

Raymond Dextreit (1960) classifica os frutos como refrescantes, diuréticos e febrífugos.

As suas bagas podem ser indicadas tanto para uso interno como externo.

Modo de usar :

Para uso interno recomenda-se o suco de dois punhados de fruto para um litro de água, o que se obtém deixando cozinhar durante vinte e cinco minutos, tomar à vontade.

Para uso externo, toma-se a planta inteira deixando-a ferver por cinco minutos, na medida de 2 a 4 punhados por litro de água.

Usa-se em loções ou instilações.

Na culinária pode ser usado na preparação de doces, salada de frutas, geleias, bolos, molhos.

Alquequenje

Curiosidade : Conta-se que um cidadão de Estrasburgo, no século XVII, afetado pela gota, ao ponto de ficar de cama seis meses, foi curado porque comia, a cada mudança de lua, oito bagas de alquequenje, o que provocava a limpeza dos rins, tornando espessa a sua urina.

Nunca mais voltou a sofrer da moléstia. Pode também ser tomado como diurético e antiácido o seguinte preparado: cozer durante minutos e, em seguida, deixar em infusão 10 minutos, 60g de bagas dessecadas num litro de água.

Plantio : Não apresenta dificuldades, tolera geadas, e não gosta de climas extremamente úmidos e quentes.

Germinação : manter as sementes de 4 a 6 semanas na geladeira em pó de coco ou algum substrato semelhante, apenas úmido antes de semear.

Colheita : se inicia em cerca de 120 dias após o plantio e pode se estender por um período de a 8 meses, é bastante rústica, exige poucos cuidados.

Alquequenje


Dieta  de 21 dias