Relação das obras consultadas na construção desse site. Guia com algumas doenças e suas ervas respectivas para tratamento.Receitas de chás terapêuticos. Receitas de remédios naturais  produzidos com ervas. mande-nos um e-mail Compre o nosso e-book exclussivo

BENEFÍCIOS MEDICINALIS DO AMENDOIM

Arachis helodes

Sua semente é um alimento de excelente fonte de energia, vitaminas e minerais, com propriedades para saúde e boa forma, sua composição possui alta qualidade nutricional.

Descrição : Planta da família das Fabaceae,  também conhecida como amendoí jinguba, mancarra, mandobi, mandubi, mendubi, menduí, mindubi, mindubim.

Trata-se de uma herbácea de cultura muito difundida no Brasil. Suas folhas são terminadas em número par, flores amarelas e os seus frutos crescem e amadurecem enterrados no solo.

O amendoin vem sendo utilizado muito tempo como forrageira, existem formas diplóides e tetraplóides, as variedades comerciais são as diplóides, essas espécies forman um lindo gramado verde e muito resistênte.

Parte utilizada: Planta inteira, sementes.

Origem: As espécies de arachis são originarias da Bolívia e Argentina.

Princípios Ativos: ácido ascórbico, ácido glutâmico, alantoinase, alfa cefalina, amido, araquidosídeo, arginina, atizolamina, betacaroteno, celulose, chorina, fosfolipase, fumarase, glutationa, guanosina, lecitina, leucocianodina, leucodelfinidina, sacarose, tocoferol, vitamina A.

Propriedades medicinais: afrodisíaca, anti-hemorroidal, anti-inflamatória, estimulante, reconstituinte.

Indicações: pelagra (falta de vitamina), afecções do ouvido, manchas no rosto, hemorróidas, inflamações, nefrites (inflamação de rim), gonorreia, inflamações das mucosas (abrandar), desordens do sangue, tuberculose, estimular o desejo sexual, visão, pele.

Modo de usar:

- Os frutos podem ser consumidas crús, torrados, assados, na fabricação de paçoca, bolos, tortas, doces, sorvetes, pasta, etc.;

- as vagens novas podem ser consumidas como vegetal, assim como as folhas jovens.

amendoim

Referência:

Revista brasileira de horticultura ornamental, Volumes 7-9 - Sociedade Brasileira de Floricultura e Plantas Ornamentais, 2001.

Bragantia: Boletim técnico da Divisão de experimentação e pesquisas, Instituto agronômico, Volumes 7-9 - Secretaria da agricultura, indústria e commércio do est. de S. Paulo, Departamento da produção vegetal, 1947.

Pesquisa FAPESP uma publicação mensal da Fundação de Amparo á Pesquisa do Estado de São Paulo, Edições 101-106 - Fundação de Amparo á Pesquisa do Estado de São Paulo, 2004.

Plantas ornamentais - Superintendência de Recursos Naturais e Meio Ambiente, 1977.