Relação das obras consultadas na construção desse site. Guia com algumas doenças e suas ervas respectivas para tratamento.Receitas de chás terapêuticos. Receitas de remédios naturais  produzidos com ervas. mande-nos um e-mail Compre o nosso e-book exclussivo

BENEFÍCIOS DA AMORA PRETA

Rubus brasiliensis

Planta provida de um fruto muito apreciado que possui diversas propriedades medicinais como no combate a diarréia e da icterícia.

Descrição : Planta da família das Rosaceae, também conhecida como amora-verde, amoreira-da-selva, amoreira-do-mato, framboesa-negra, sarca-amoreira.

Possui a variedade organensis (R. organensis, Gardn.,), de frutos amarelados, que é espécie distinta. Vegeta até 2.000m de altitude (Pico do Itatiaia).

Dá um arbusto pequeno, até 2m de altura, armado de acúleos, folhas alternas, pinatífidas,  3-folioladas, folíolos ovais, dentados mais ou menos tomentosos, flores brancas ou verdes dispostas em panículas; seu fruto é roxo escuro composto de muitas drupas.

Faz-se com essa planta verdadeiras maravilhas de cercas vivas.

Seu fruto, tão conhecido nosso, é comestível, de ótimo paladar, rico em açúcar e muito útil para conter as diarreias de sangue, principalmente quando ingerido em jejum, pela manhã. Dele se faz vinho agradável.

Habitat : Ocorre no Rio de Janeiro e em Minas Gerais; aliás em quase todo o Brasil a amoreira-preta é conhecidíssima.

Plantio : Multiplicação: multiplica-se por estaquia dos galhos ou da raiz (para produção de mudas)

Cultivo: Em espaçamento de 3m X 3m. Por ser planta perene, pode efetuar-se nos primeiros 2 anos o plantio de outras plantas consorciadas;

Colheita: Folhas ou frutos. Os frutos devem ser usados imediatamente para fazer licor ou salada de frutas ou ainda máscara facial. As folhas e cascas podem ser secas à sombra e guardadas em vasilhame sem ar.

Amora Silvestri

Propriedades medicinais: adstringente, diurética, laxante.

Suas folhas são diuréticas, além de outras virtudes que lhe  descobriram os herbanários; suas flores, assim como seus renovos, são antispasmódicos e adstringentes, além de antidiarreicos e antidisentéricos.

Indicações: Diarreia de sangue, disenteria, enfermidade da cabeça, escorbuto, espasmo, febre inflamatória, icterícia.

Sua raiz é diurética e laxativa, contudo muito pouco usada.


Dieta  de 21 dias