Chás diuréticos: o que são e como funcionam?

Chás diuréticos: o que são e como funcionam?

Os chás diuréticos vêm se tornando cada vez mais populares por conta de seus benefícios ligados à saúde e também a estética. Esses chás podem ser aliados da manutenção da boa forma, porém, quando usados de maneira indiscriminada, também podem oferecer riscos à saúde.

Conheça os chás diuréticos e entenda sua ação no nosso corpo!

O que é um chá diurético?

Conteúdo

Os chamados chás diuréticos, são aqueles feitos com algumas espécies de plantas que conseguem realizar um estímulo maior do funcionamento do corpo, reduzindo a retenção de líquidos, e fazendo com que o inchaço seja reduzido.

O que é um chá diurético?
Chá diurético e como usar.Fonte/Reprodução: original.

Além disso, também pode ser usado no tratamento de infecções urinárias, pois com o volume maior de xixi sendo expelido, conseguimos realizar uma limpeza do trato urinário, eliminando as bactérias mais rapidamente.

Qual a principal substância ativa presente em chás diuréticos?

Normalmente os chás diuréticos possuem concentração de cafeína, que é uma substância com efeito diurético. Além da cafeína, o álcool, chá-verde e chá-preto também têm a capacidade de promover a diurese, ou seja, o aumento do volume de urina.

Como funcionam os chás diuréticos?

Todos os chás diuréticos fazem com que o corpo produza uma quantidade maior de urina e, ao eliminá-la, conseguimos diversos tipos de benefícios, como desinchar o corpo, promover a desintoxicação no fígado e, até mesmo, diminuir a pressão arterial.

Como funcionam os chás diuréticos?
Como eles funcionam.Fonte/Reprodução: original.

Sem dúvidas, os chás diuréticos são poderosos e, por isso, são muitas vezes recomendados pelos próprios médicos para complementar o tratamento com medicamentos prescritos. 

Quais os principais chás diuréticos?

Existem diversos chás diuréticos que você pode acrescentar na sua rotina. Abaixo, listamos alguns dos principais:

Chá de salsinha

Considerado um remédio caseiro super popular por quem busca reduzir a retenção de líquidos, estudos comprovam que esse é um dos chás diuréticos com a capacidade de aumentar o volume que nosso corpo produz de urina.

 

Chá de dente de leão

Agindo como um diurético natural, esse chá é feito com uma planta rica em potássio, que age diretamente nos rins, aumentando a produção de urina e promovendo a eliminação dos líquidos em retenção.

Chá de cavalinha

Essa é uma planta amplamente usada na medicina tradicional e, com estudos que comprovam que seu efeito pode ser comparado ao dos diuréticos feitos em laboratórios, a cavalinha se tornou um dos chás diuréticos mais populares.

Chá de funcho

Muito utilizada no tratamento de problemas de saúde, como pressão alta e disfunção na bexiga, seu efeito diurético é muito conhecido. Esse é um tipo de chá que não só aumenta a produção de urina, como também consegue eliminar uma quantidade maior de líquidos do organismo.

Chá-verde

Rico em cafeína, esse também é um chá com grande efeito diurético. No caso do chá-verde, você pode tomar até 3 xícaras por dia, fazendo com que aumente seu volume de urina e ajuda na eliminação dos líquidos acumulados.

Quais são os possíveis efeitos colaterais de chás diuréticos?

Assim como os medicamentos, os chás diuréticos devem ser tomados com responsabilidade, sem excesso e de preferência com acompanhamento de um nutricionista ou de um fitoterapeuta. Pessoas com problemas renais, pressão baixa, doenças cardíacas, gestantes, lactantes e pessoas que já usem medicamentos diuréticos, não devem consumir esses chás.

Além disso, é preciso ter atenção não só à quantidade, mas também ao uso prolongado por mais de 7 dias sem acompanhamento médico. Isso porque além de eliminar as toxinas, a bebida também podem eliminar mais minerais do que o corpo deveria descartar, ocasionando um desequilíbrio perigoso para nosso organismo.

Apesar de os chás diuréticos serem um aliado nos tratamentos mencionados, jamais substitua o tratamento médico convencional pelo tratamento com os chás. E, se possível, não realize o consumo sem consultar seu médico e obter as informações e orientações necessárias. para tal

Deixe um comentário